terça-feira, 24 de novembro de 2009

Utopias

O concelho de Valongo do Vouga



Esclarecimento: - Esta ideia (de palavras) foi, em Abril de 1998, publicada no jornal paroquial «Valongo do Vouga». Era (e agora não sei se ainda é) uma brincadeira, uma utopia. Mas não tão longe quanto possa parecer ou que alguns também já tenham cogitado. O que escrevi, naquela altura, estava assim:


"Há já muito tempo que tínhamos magicado uma mentira para o dia 1 de Abril. Foi dada a conhecer a pessoas ligadas às actividades da Comunicação Social. Acharam-na com muita piada e redobrado entusiasmo. Porém, nunca passou mesmo das ideias.
Como este periódico não sai no dia 1 de Abril, e porque o desmentido que era necessário só saía passado um mês, ficaram mesmo por aqui as intenções de brincar um pouco com coisas sérias.
Pelo que por aí se passa e tem passado [isto em 1998], embora com alguma naco de curioso e brincalhão, nalguns onde parece existir razão e noutros casos onde os factos sucedem quase por arrastamento; quando pequenas localidades passam de aldeia a vila e simpáticas vilas passam a cidades; quando se fazem incursões e excursões para obter para a sua dama o protagonismo num país já de si pequeno na área; quando, por tudo e por nada, se pretende, com os títulos, parecer o que talvez até nem é, estão criadas as condições para também, a sério, se brincar com tudo aquilo que na mediatização própria que estas coisas têm sofrido, levar a crer que na realidade com qualquer argumento se pode transformar um pequeno território.
Vem aí a regionalização [era o prato forte em 1998], que talvez seja motor de transformação ou de descoberta de ideias do género. O plano da mentira era assim;
1.-Seria criado o concelho de Valongo do Vouga, com a inclusão das freguesias de Macieira de Alcoba, Préstimo, Macinhata e Lamas do Vouga:
2.-Por causa da regionalização (na altura da ideia ainda não se falava em nada disto), as freguesias de Macinhata e Lamas, deveriam ser reorganizadas, na sua geografia territorial, ficando Sernada (do lao de lá do rio Vouga) a pertencer a Albergaria e Carvoeiro a Valmaior, e do lado de Lamas (como é pequenina, mas simpática e histórica freguesia) ficaria aumentada com os lugares de Serém e da Mesa. A Cavada Nova podia ficar em Albergaria, sem grande trabalho, pois até já lá está paredes meias...
3.-A freguesia de Valongo, grande no seu território e lugares, seria dividida em duas; uma, ficaria sediada na Veiga, que está lá em cima no parapeito, como mãe extremosa em permanente sentinela velando pelos seus filhos e a outra freguesia seria a de Brunhido, que até já foi concelho. Estas ficariam divididas pelo rio Marnel. Que faria a fronteira...
Valongo seria a sede do novo concelho, que até nem precisava de ser sede freguesia...
EM CONCLUSÃO: - Teríamos aqui um forte concelho de seis freguesias. Que diriam os outros? Pouco importa para o caso, pois o que interesa é que se peguem nas coisas pequenas fazendo-as muito grandes...
Malucos? Ainda não... Com tudo o que por aí vai, basta a imaginação e pô-la a funcionar...
E é coisa do outro mundo? Já vimos piores.... [e há concelhos mais minúsculos]

Nota: - Esta brincadeira nada tem de menosprezo com os movimentos de emancipação de muitas localidades, por esse país fora..." (fim de citação).
Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...