quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Os muros que nos dividem








A Passagem de Nível, criou muro da vergonha

Há já bastante tempo que a localidade de Carvalhal da Portela, aqui na freguesia de Valongo do Vouga, vê que o seu Vouguinha lá vai passando de vez em quando no seu trilho. Passa naquele lugar. Mas poucas vezes ao dia.
Mas os «inteligentes» da Refer, fizeram uma coisa que agora se está a tentar banir do mundo, das cidades, das vilas e das aldeias. Derrubar os muros!
Mas aqui aconteceu o contrário. Já depois de muitos muros derrubados, «fecharam a passagem de nível do centro do lugar» e «arranjaram» mais abaixo, do lado sul, uma outra passagem de nível, a qual se mostra desajustada, inadequada e sem condições, para além de não servir quase ninguém.
Mais aberrante foi que o lugar, por um muro vergonhoso, ficou dividido em dois. Na estrada, que chegou a ser a principal rodovia de acesso a Lamas-Macinhata-Valongo. ficou reduzida pela construção de novas vias que em nada entroncam ou estorvam esta mais velha, no qual o trânsito não cria perigo para o também reduzido trânsito ferroviário.
Assim, um punhado de pessoas (quase 300) deliberaram formalizar em abaixo-assinado, numa exposição dirigida à Refer, ao Governo Civil e à Câmara Municipal, reclamando sobre uma obra que terá sido arbitrariamente realizada.
No momento em que se abatem muros, aqui, numa aldeia, fazem muros para dividir o lugar, as populações. É uma aberração e uma prepotência de ignorante de quem não sabe auscultar, verificar e resolver, sem confusões, sem conflitos. Mas parece não ser o caso.
Para ilustrar este caso, deixamos uma série de fotografias, as quais foram enviadas ao programa «Nós por Cá» da Sic, que já acusou a recepção do material.
Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...