quarta-feira, 2 de setembro de 2009

De facto, é totalmente inútil

A lei da união de facto serve para quê?



Se for para ser igual ao casamento, já há o contrato de casamento, se for para outra finalidade é bom que se explicite. Não há nada em política como ser muito claro.
O problema é seguramente meu, sobretudo quando tantos amigos se entusiasmam com o tema. Mas continuo sem ver qualquer utilidade na lei da união de facto. E, a bem dizer, não a vejo na que Cavaco vetou, e já pouco via na já existente.



Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...