quarta-feira, 5 de maio de 2010

A Junta de Freguesia na história - 34

A estação que tardava

Após alguns tempos de ausência das histórias, que agora fazem história, sobre o que se passava na Junta de Freguesia de então, estamos ainda no ano de 1912, com algumas questões que ontem, como hoje, custavam muito a concretizar.
Vem isto a própósito de obras que as pessoas, naquele tempo e até actualmente (com algumas ressalvas) sentem nos seus locais de vida, mas que expostas, como era apanágio do princípio do século XX, tardavam em serem satisfeitas ou até, ao menos, respondidas. Era o caso da estação do caminho de ferro, que parece acabou por se transformar em apeadeiro, ali próximo da Carvalhosa.
Vamos reparar em algumas passagens avulsas de alguns problemas, todos eles relacionados com a questão do caminho de ferro.

Sessão de 27 Outubro de 1912
Tratou de um expediente que constava de um ofício do Administrador do Concelho, que era acompanhado de um outro do Ministério do Fomento, sobre o indeferimento do pedido do apeadeiro da Carvalhosa.

Sessão de 10 de Novembro de 1912
Fica registada nesta sessão a adesão das Juntas do Préstimo, Macieira de Alcoba e Talhadas à representação (leia-se exposição) que esta Junta vai enviar ao Ministério do Fomento para que seja criada uma pequena estação, ou na impossibilidade desta, num apeadeiro na Carvalhosa.

Sessão de 24 de Novembro de 1912
A representação (como disse antes, queria dizer uma exposição) que esta Junta com a do Préstimo, Macieira e Talhadas vai enviar ao Ministério do Fomento para a criação de uma estação ou apeadeiro na Carvalhosa, a qual, depois de lida e aprovada foi devidamente assinada, para seguir o seu destino.

*****

Como estamos a seguir estes casos pitorescos e inéditos das actas da Junta, seguindo as respectivas datas, vamos ver se conseguimos encontrar a data em que o deferimento, obras e até uma hipotética inauguração como era apanágio daquele tempo (e hoje) se terá concretizado para a existência do apeadeiro. Porque estação, ao que parece, nunca foi. Mas havia no apeadeiro um desvio das linhas que permitia o cruzamento de comboios, em cada sentido.

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...