sábado, 26 de junho de 2010

Coisas da Guiné - 28

Dinheiro por todos os lados!


Em plena rua, com dinheiro à vista, numa guerra (?!)

A fotografia é uma grande preservação da memória. Isto para dizer que, em certo dia, numa localidade importante na Guiné, conhecida por Bula, havia serviços administrativos que tinham de funcionar.
Além de outros, um deles consistia na elaboração da folha de vencimentos de todos os efectivos da Unidade, neste caso a Companhia (CCaç. 462). Desde que ficámos sem primeiro-sargento, que foi evacuado para Portugal ferido em acidente de viação, quando se deslocava com o comandante de companhia e este conduzia um jeep.
Foi-lhe diagnosticada uma doença pulmonar através das radiografias torácicas a que foi submetido no hospital, por ter fracturado um braço. Pela ausência forçada do 1º sargento foi-me solicitado pelo comandante de companhia que eu desse uma ajuda na área administrativa. E dei.
De tal forma, que passei a colaborarador no comando de Batalhão, sendo uma espécie de braço direito do alferes responsável por todo o trabalho  administrativo-financeiro das várias unidades.
Mas era necessário, em cada mês, pagar ao pessoal da já citada companhia. E, como disse, estando já em Bula, vindo de Ingoré, o comando de Batalhão, através do referido alferes, ia buscar o dinheiro a Bissau. E, no que nos dizia respeito, distribuía o dinheiro por todas as companhias que administrativamente dependiam da respectiva CCS.
O Batalhão de Caçadores 507 regressou e este oficial teve de ficar até fechar as contas da Unidade. E mesmo nesta situação, continuei a ajudá-lo, até eu ter embarcado no Niassa para o meu ansiado regresso em Agosto de 1965.
Folha pronta, lá ia buscar o dinheiro e à entrada da nossa secretaria que ficava do lado exterior do aquartelamento de Bula, numa habitação arrendada a algum civil, que agora não recordo, já com o 1º sargento que substiuiu o anterior, este faz uns cliques para a história.
E como se pode vislumbrar, tinha notas nas mãos, nos braços, entaladas nas ombreiras da camisa. Isto em plena rua!!! E foi assim que esta fotografia nasceu.
Palavra de honra, que me custa a acreditar, hoje, que fazíamos isto em plena guerra e em plena rua!
Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...