terça-feira, 23 de março de 2010

Coisas e Loisas - 18

O Oficial do Registo Civil




Quando um dia destes coloquei aqui a última história da freguesia, acabei por salientar, sem querer, uma função que existia antigamente nas freguesias, e que, salvo erro, se chamava o Oficial do Registo Civil.
Então, em poucas palavras, o que era esse Oficial?
Era uma pessoa, que agora não recordo, mas cujo perfil devia obedecer a certos requisitos e penso que era nomeado, mas não sei por quem.
O que muita gente se lembra, é que era a pessoa que na freguesia tratava dos registos de nascimento, dos registos de óbitos e não sei se mais qualquer coisa. Ou seja, no nosso caso, as pessoas em vez de irem para Águeda, à repartição do Registo Civil, faziam-no a dois passos da porta.
Como acima disse, isto vem a propósito de nas histórias da Junta de Freguesia, o professor Vidal era, ao tempo, o Oficial do Registo Civil. Era o elo de ligação e de simplificação das legalizações dos assuntos das pessoas, sem que estas, muitas vezes sem condições mínimas, terem de se deslocar alguns quilómetros, por exemplo, imaginemos, naquele tempo, uma pessoa ter que se deslocar do Préstimo a Águeda. Era um dia inteiro, com as vias de comunicação existentes.
Penso que está explicado e devidamente esclarecido o que era o Oficial do Registo Civil nas freguesias.
Como sabemos estas funções já não existem há muito, e o último Oficial do Registo Civil na freguesia de Valongo do Vouga, foi o sr. Eugénio Fernandes Gomes, que tinha a sua loja frente ao adro da igreja. Houve outros, antes deste, como é o caso do prof. Vidal, mas já não sei quem foram.
Uma nota curiosa prende-se com a «aplicação» de certos nomes de pessoas, porque o oficial do Registo Civil, muitas vezes, escrevia a «seu modo» e, depois, os mesmos deviam ser respeitados, nas suas identificações, tal qual tinham sido escritos. Podia, legalmente, dar-se uma volta à situação, para mudar o nome, mas o trabalho burocrático era de tal forma «intolerante» que os nomes acabavam por ficar como tinham sido escritos.
Se ler isto e concluir que não conhecia a extinta função do Oficial do Registo Civil, já fico satisfeito. Se ainda se lembra, graças a Deus, é porque pode falar nele.
Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...