sábado, 25 de julho de 2009

LINHA DO VALE DO VOUGA


AS FATÍDICAS PASSAGENS DE NÍVEL

A Refer distribuiu uns folhetos informativos sobre segurança, principalmente direccionado para as passagens de nível, na Linha do Vouga, das quais muita gente tem a sua má recordação. E não são tão poucos quanto isso…
Achei interessante e deixo aqui duas digitalizações de uma parte desse folheto.
Ao mesmo tempo transcrevo ainda o texto que se encontra na página central do mesmo, bem como uma digitalização de um mapa curioso sobre estatísticas das passagens de nível, cuja remodelação ou supressão anda em curso. Diz o texto:

«No final de 2007 existiam na rede ferroviária em exploração 1266 passagens de nível (PN). Na Linha do Vouga, com cerca de 96 Km de via-férrea e 158 PN, a que corresponde uma densidade de 1,66 PN/Km, foram, nos últimos oito anos, suprimidas 118 PN e melhoradas as condições de segurança em 91 das que subsistem.
Não obstante as acções desenvolvidas, regista-se nesta Linha um elevado número de acidentes em passagens de nível.
Para promover uma efectiva redução da sinistralidade nas passagens de nível desta Linha, a REFER tem em curso um plano específico que contempla a supressão de cerca de 50 PN e automatização de 80, pretendendo-se com a sua implementação uma redução de 70 por cento no número de acidentes até ao final de 2011, com referência ao ano de 2006.
Para o sucesso deste plano, cujo investimento ronda os 10 milhões de euros, é necessário o envolvimento das autarquias, com as quais a REFER tem vindo a desenvolver negociações e a estabelecer protocolos de colaboração.»

Mapa de Passagens de Nível por concelho e respectiva densidade por Km.

Se os fatídicos acontecimentos nas Passagens de Nível, com feridos, estropiados e mortos nos fazem meditar no que há muito devia ter sido feito, esta estatística, tal como se apresenta, também faz meditar no sentido de facilmente se descobrirem as suas causas, para ser necessário resolver... o que para muitos é tarde demais... Mas mais vale tarde do que continuar a ignorar o sofrimento e a martirizar...

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...