terça-feira, 12 de outubro de 2010

Histórias de localidades

Gafanha da Nazaré - 100 anos
Estas coisas da Internet colocam-nos, sempre, nos mais diversos caminhos e encontros. Foi por eles que tenho contactado (e conhecido pessoalmente) alguns companheiros e, por causa disso, quando posso e são de perto, lá os visito de quando em vez.
Está neste caso um Homem da beira-mar, que tem dado todo o seu tempo às mais diversas boas obras e actividades, desde professor de Universidade Sénior, na Gafanha, onde reside e que se chama Fernando Martins, até às actividades blogueiras e outras.
Já era pessoa minha conhecida antes destas coisas de blogues. Mas numa primeira visita, que já aconteceu há muito, reavivamos esses conhecimentos e reforçamos algumas relações.
Desses contactos, resultou ter ficado a saber que o nosso amigo (posso dizer assim) Fernando Martins, aposentado do ensino, foi contemporâneo e relacionou-se pessoalmente com o Inspector Gomes dos Santos. Nota-se o brilho que os olhos demonstram quando falávamos dele e nele.Fiquei em visitá-lo. Mas fazer um contacto prévio, não fosse a viagem em vão, por causa de alguns dos seus afazeres, que são muitos. Então fiquei a saber que entre estes, celebravam-se este ano 100 anos da fundação  da Paróquia da Gafanha da Nazaré, cujas comemorações com um vasto programa que ainda decorre, se não estou em erro. Mas ao Fernando Martins também foi pedida uma colaboração e ficou entregue a melhor (?) parte.Pesquisar e arranjar estórias sobre a vida da criação da paróquia, desde os alvores, também, da República.E fê-lo de uma forma não só competente, como também historicamente completa.Estou a ver como é que aquele povo da Gafanha desbravou areias para tornar em terra arável e produtiva, mitigando fomes que outrora as gentes da beira-mar sofriam e viviam.É a digitalização desse livro que aqui quero mostrar.Fernando Martins é o responsável e editor do blogue pela-positiva.blospot.com. Se alguém tiver interesse no livro, pode contactá-lo (o mail está no seu blogue) ou adquiri-lo no Cartório Paroquial. São apenas dez euros... vá lá... não custa nada...
Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...