sexta-feira, 28 de junho de 2013

Casa do Povo de Valongo do Vouga - 30

A inauguração
28 de Junho de 1942-28 de Junho de 2013


Digitalização da acta avulsa da Comissão
Instaladora da Casa do Povo
de 15 de Fevereiro de 1942


Já lá vão 71 anos, hoje completados, que era inaugurada com grande impacto local e regional a Casa do Povo de Valongo do Vouga.
As notícias que se publicaram destacam, com a linguagem própria da época e do regime que se vivia, a forma concludente que constituiu, para a freguesia, em primeiro lugar e para o concelho, em segundo lugar, a importância que se lhe reconhecia.
Na nossa posse temos, há vários anos, certamente por mão de amigo, uma digitalização da notícia que ocupou no semanário local Soberania do Povo extenso espaço relatando, como se usava na imprensa de 1942, precisamente de 4 de Julho, tudo aquilo que se passou.
Desse histórico documento da não menos histórica Soberania do Povo, deixamos uma amostra do que foi essa inauguração.
Primeira página da notícia da
inauguração da Casa do Povo
Teve a presença de um Sub-Secretário de Estado das Corporações e Previdência Social, que era, então, o Dr. Trigo de Negreiros, natural de Mirandela, onde nasceu em 11 de Agosto de 1900. Faleceu em Lisboa em 22 de Março de 1973. Teve  acção preponderante no início da concessão da assistência social.
Porém, há dados históricos que devem ser destacados. Um documento, que é uma minuta de deliberações de um acentuado grupo de pessoas, que também deixamos registado, dá nota de uma reunião em 15 de Fevereiro de 1942, deliberações essas que eram da recém formada Comissão Instaladora da Casa do Povo de Valongo do  Vouga.
Por isso, não será descabido dizer-se que a fundação ter-se-á registado em data anterior àquela, dependendo do que se pode entender sobre este assunto, até sob determinados aspectos a que estas situações estão sujeitas. Os primeiros Estatutos devem evidenciar este facto, porquanto, em 15 de Fevereiro de 1942, é muito natural que estes ainda não estivessem aprovados.
E isso é confirmado pelo conteúdo da acta de 19 de Abril de 1942, que regista «se reuniram os sócios efectivos e contribuintes abaixo assinados, a fim de se pronunciarem acerca dos assuntos seguintes: -Leitura dos Estatutos pelo professor João Baptista Fernandes Vidal. As pessoas presentes manifestaram a sua concordância com a redacção e pensamento do diploma orgânico da Instituição.» 
 

Por esta redacção, que se transcreve, os Estatutos foram aprovados em 19 de Abril de 1942. 
E o Regulamento dos primeiros subsídios sociais, datado de 20 de Dezembro de 1942, eram aprovados por despacho de 27 de Janeiro de 1943. Sousa Baptista não perdia tempo para fazer valer a sua actividade, através da Casa do Povo, em favor dos mais desprotegidos.
A este tema, que já vai longo, voltaremos.
Do lado esquerdo, a primeira folha do primeiro Regulamento que estabelecia as regras e valores dos subsídios e abonos que a Casa do Povo iria atribuir, datado de 20 de Dezembro de 1942 e aprovado por despacho de 27 de Janeiro de 1943, como se referiu.
 
 


Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...