terça-feira, 18 de setembro de 2012

Os Senhores do Marnel - 3

A origem


Não, não vou aqui e agora explicar como é que começa o livro «Os Senhores do Marnel», melhor dizendo, não vou explanar o seu desenvolvimento.
Isso fá-lo-ei ao longo do tempo e aproveitando as características que melhor despertem a curiosidade de todos: minha e dos amigos visitadores e interessados por estas coisas.
De momento, deixo apenas a digitalização da capa do livro que nos postes anteriores já está devidamente desenvolvido, pelo que acho desnecessário e dispensável a repetição.
Anteriormente tinha focado que a história deste livro tem um desenvolvimento em ambiente local, sendo alguns nomes conhecidos de localidades dos arredores, onde tem lugar as imagens escritas. Além das que já apontei, gostaria de acrescentar, além de Brunhido, Carvalhal, Segadães, Jafafe, Marnel, Lamas, Vouga, ainda as de Fermentões, Arrancada e, por agora, não me lembro de mais. À medida que aqui for desvendando mais alguma coisa, delas faremos referência, porque, caso contrário, ficaria a história truncada e sem sentido. Se o nome dessas localidades fosse omitido.
Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...