quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Frases

Millôr Fernandes em 1998
Fonte: Wikipédia
As mensagens que recebemos regularmente de pessoas conhecidas (e às vezes desconhecidas), via e-mail, são do conteúdo mais variado e díspar. E «viajam» a uma velocidade enorme como sabemos. Porque as reenviamos às pessoas das nossas relações e conhecimentos e torna-se numa cadeia impossível de controlar e, até, evitar. É claro que evitamos, se não as reenviarmos.
Recebi ontem um desses mailes, que contém frases e pensamentos que me despertaram. Vi o autor e pesquisei para ver de quem se tratava. Era brasileiro, claro... de seu nome Millôr Fernandes.
Mas não invalida o valor do seu conteúdo. Da Wikipédia, àcerca desta personalidade, registo apenas o seguinte:
Milton Viola Fernandes (Rio de Janeiro, 16 de Agosto de 1923 - 27 de Março 2012), mais conhecido como Millôr Fernandes, foi um desenhista (termo abrasileirado de caricaturista, creio), humorista, dramaturgo, tradutor e jornalista.
Esse mail, em Power Point, tem muitas dessas frases e pensamentos que transcrevo para quem aprecia este género:
  • Como são admiráveis as pessoas que não conhecemos bem.
  • Democracia é quando eu mando em você, ditadura é quando você manda em mim.
  • O cara só é sinceramente ateu quando está muito bem de saúde.
  • De todas as taras sexuais, não existe nenhuma mais estranha que a abstinência.
  • Com muita sabedoria, estudando muito, pensando muito, procurando compreender tudo e todos, um homem consegue depois de mais ou menos quarenta anos de vida, aprender a ficar calado.
  • Metade da vida é estragada pelos pais. A outra metade pelos filhos.
  • Se todos os homens recebessem exactamente o que merecem, ia sobrar muito dinheiro no mundo.
  • Um homem começa a ficar velho quando já prefere andar só do que mal acompanhado.
  • Erudito é um sujeito que tem mais cultura do que cabe nele.
  • O homem é um macaco que não deu certo.
  • Todo o homem nasce original e morre plágio.
  • A verdadeira amizade é aquela que nos permite falar, ao amigo, de todos os seus defeitos e de todas as nossas qualidades.
  • As pessoas que falam muito, mentem sempre, porque acabam esgotando o seu stock de verdades.
  • Não devemos resistir às tentações: Elas podem não voltar.
  • Chato: Indivíduo que tem mais interesse em nós do que nós temos dele.
  • Esta é a verdade: A vida começa quando a gente sabe que ela não dura muito.
  • O dinheiro não dá felicidade, mas paga tudo o que ela gasta.
  • Anatomia é uma coisa que os homens também têm, mas que, nas mulheres, fica muito melhor.
Todas encerram um significado e um objectivo moral e filosófico. Mas gosto muito da primeira, porque ainda não há muito tempo tive oportunidade de viver uma situação que encaixa bem nela.
Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...