quinta-feira, 14 de julho de 2011

A Junta de Freguesia na história - 81

A primeira sede da Junta

Actual sede da Junta no sentido poente-nascente. A frontaria
principal fica na parte posterior não visível
Pela Junta de Freguesia temos passado algum tempo em pesquisas sobre uma história que depois será dada a conhecer.
Durante essas pesquisas, dei com actas que nos recordam alguns factos, pela forma como estão descritas. Encontrámos a acta da inauguração da sede da Junta de Freguesia, em Abril de 1959, que antecedeu a inauguração a que assistimos ainda há pouco tempo.
Também foi encontrada a acta e a escritura da doacção do terreno ali existente, feita pelo Dr. Manuel José Homem de Mello e esposa, D. Domitilia Fernandes Lagos Homem de Mello e ainda por D. Maria José Archer Homem de Mello, irmã daquele, tendo nessa escritura representado, por procuração, o doador, o sr. António de Bastos Xavier. Essa escritura foi feita no notário de Águeda, em 23 de Fevereiro de 1957 e, neste acto, a Junta de Freguesia foi representada pelo então presidente, Joaquim Ferreira Rachinhas, que residiu em Carvalhal da Portela.
Porém, antes daquela inauguração a acta de 13 de Abril de 1958 já ia adiantando o seguinte, que transcrevemos:
«Construção da casa da Junta: - Foi deliberado por unanimidade mandar proceder à construção do edifício para a sede da Junta no terreno do Espírito Santo, por administração directa, ficando desde já o presidente autorisado a mandar emitir todas as ordens de pagamento referentes àquela obra, quer a fornecimento de material, como a salários dos operários.»

E começou assim a construção da sede da Junta de Freguesia, que, conforme temos visto, andava a reunir pelas escolas de Arrancada, nos anexos da igreja de Valongo, mais conhecida pela casa da fábrica e outros locais.
Em próximo apontamento, vamos transcrever a acta que refere em pormenor o acto da inauguração dessa sede já não existente e substituída pela actual.

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...