quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Alta Vila

As imagens de uma pérola



Pode ser considerado, por alguns, um exagero provinciano, dizer-se que é uma pérola. Para outros nunca é demais enaltecer-se o que representa este naco de jardim e de árvores ali existentes, já não sei se há mais de um século.
Não é por acaso que o poeta chamou e cantou «Águeda-a-Linda». Sabemos e chegámos a conhecer, nesta Águeda, agora completamente transformada, os canteiros que ali existiam. Este encanto, que o poeta sempre enalteceu, foi substituído por «urbanização» de cimento armado, sem emblemas (ou com poucos), sem muitos elementos atractivos, que sobressaiam à vista, com poucas ou quase inêxistentes áreas verdes.
Por acasao, há por aí uns arremessos de se pretender "consertar" a ausência dessas áreas, como seja,nas frases quase feitas que pululam em colunatas de jornais, afirmando-se que se pretende fazer o «casamento» da urbe com o rio. E está bem!
Mas qualquer um de nós, desapaixonadamente, pode afirmar, sem rebuços, que ainda falta muita coisa, porque não foi feito um acompanhamento simultâneo com os «monumentos ao cimento». Mas há a esperança de que o bom senso ainda venha ao de cima... como o azeite...
Como, não sei!
Tudo isto para dizer que realizamos a montagem fotográfica relacionada com a Alta Vila.
Não está muito apelativa, mas dá sempre para ver que há ali a pérola que convém preservar.

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...