segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Como o tempo passa!

Dois anos de bloguismo


Passou e tão depressa! Tão depressa que nem dei por isso...
É apenas para relembrar que foi em 9 de Outubro de 2008 que postei aqui, pela primeira vez, o texto que repito a seguir. Mal imaginava que passados dois anos ainda aqui andava!
Não é pessimismo, é apenas a expressão concreta de que admitia sempre a hipótese de ao fim deste tempo já não estar a fazer isto. Porque gosto de diversificar e andar por aí...
Bem, aqui fica o que em 9 de Outubro de 2008 deixei dito a quem me visitou por esta Internet sem fim...

*****
Como digo na apresentação (em acerca de mim), estou de "férias remuneradas", o que para bom entendedor... esta palavra basta, se não for apenas meia...
Por isso, andava por cá a magicar que ainda havia de ter aqui uma coisa destas... que nós, agora, em novas tecnologias falando, chamamos, concretamente, blogues.
Ora, correndo os riscos inerentes a tal "exposição" pública, acabei por aderir a esta "actividade" que, não me rendendo nada, vai proporcionar, pelo menos, alguma aprendizagem e viver a experiência destas coisas.
O objectivo é exactamente, como diz o nome do blogue, expor ideias, factos, história destas Terras do Marnel, que, como sabemos, vai das Talhadas até ao Vouga, ali pouco depois da Trofa, em Almear, onde se dá a junção dos rios que estão na origem do nome antes citado.
Sabemos, ainda, que o Marnel além de ter um percurso bastante longo na freguesia de Valongo do Vouga, também passa por Lamas, onde ele se mostra mais acentuadamente e se expraia, indo por aí abaixo, como disse, pela Trofa encontrando-se e dando um abraço ao Vouga ali próximo de Almear.
Se as coisas correrem como desejo, espero vir aqui regularmente, a ver se desperto alguma curiosidade, ao que posso chamar, agora, outros companheiros de blogues, que os há em quantidade e muitos que se destacam positivamente na apresentação, conteúdo e interesse e outras pessoas que gostam de "espreitar" (no bom sentido) as coisas que por aqui se passam. Como eu.
Esta coisa ainda não está com a apresentação que desejo. Mas, aos poucos, lá irei dando uns retoques e proporcionar até algumas curiosidades, como sejam a preservação, por imagem, de algumas relíquias que ainda por aí abundam, a ver se não desaparecem de todo do nosso imaginário e da documentação.
Quando for "descoberto" que os meus visitantes tenham e manifestem alguma dose de piedade e condescendência por quem e para quem inicia esta "carolice" de andar por aqui a trocar ideias.
Por ora, até breve...
Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...